• Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Apresentação

Imprimir

O surgimento da internet trouxe muitas possibilidades de avanço para a prática, ensino e pesquisa na enfermagem com a utilização da tecnologia computacional.

Dentro de nossa área de atuação uma área de interesse inicial foi a prevenção e tratamento de úlceras por (ou de) pressão, conhecida pelo leigo como escara, uma complicação grave, porém freqüente em pacientes hospitalizados em UTI, idosos que ficam muito tempo acamados ou pacientes com deficiência física como os paraplégicos ou tetraplégicos, dentre outros.

A literatura científica apresenta que a úlcera de pressão aumenta os custos dos serviços de saúde pelo seu caráter crônico, pelas grandes demandas de tempo e recursos materiais e humanos para o cuidado além da sobrecarga emocional que impõe aos pacientes e familiares envolvidos no problema. A literatura indica também que a educação dos profissionais, pacientes e cuidadores formais e informais é o ponto mais importante para a prevenção e detecção precoce do problema.

Na área de ensino formal na enfermagem, a demanda pelo fornecimento de grande número de informações teórico práticas em curto espaço de tempo tem dificultado a aprendizagem pelo estudante, o que, em longo prazo, tem refletido na qualidade da prática assistencial exigindo do enfermeiro freqüentes cursos de atualização, nem sempre existentes ou de fácil acesso.

Acreditando que uma página na internet com textos e imagens poderia contribuir para a disseminação de informações sobre o assunto e como recurso didático para o ensino e atualização de alunos e profissionais, em 1998 iniciamos a construção desta página com o auxílio de nossos bolsistas de iniciação cientifica pela FAPESP e CNPq na Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto e do apoio técnico de uma aluna com bolsa trabalho do COSEAS alocada no CIRP.

Em 2003, em parceria com outros docentes da EERP e da “Wayne State University” em Detroit o material disponível para o público foi ampliado com a inclusão de módulos educacionais sobre UPP e outras feridas crônicas comuns como úlcera venosa e úlceras em diabéticos, popularmente conhecidas como “pé diabético”.

Em 2010, nova atualização se faz necessária para incorporar outros recursos educacionais como teses, dissertações e artigos científicos assim como links atualizados sobre o acesso a outras fontes de informação disponíveis na web.

Este projeto está inserido no Grupo de Estudos e Pesquisa em Segurança do Paciente, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, cadastrado no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil do CNPq. (http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional/detalhepesq.jsp?pesq=0907317723548318)

 

Online

Nós temos 41 visitantes online