Úlcera por Pressão / Diretrizes para Prevenção / RNAO 2005

Profa. Dra. Maria Helena Larcher Caliri
Imprimir

Diretrizes da RNAO – Registered Nurses Association of Ontorio 2005: Prevenção da Úlcera por Pressão

 

1 - Avaliação do risco

 

2 - Proteção e promoção da integridade da pele

- avaliar e controlar a umidade excessiva relacionada a fluidos corporais (ex: urina, fezes, transpiração, exsudato de feridos, saliva, etc.)

- higienizar a pele com cuidado após evacuações. Evitar a fricção durante o cuidado com o uso de solução de limpeza perineal em spray ou tecido maio

- minimizar exposição da pele a excesso de umidade quando a umidade não puder ser controlada usar forros absorventes, fraldas ou curativos que afastam a umidade da pele. Substitua-os quando molhados

- uso agentes tópicos que forneçam barreiras protetoras contra a umidade

- se áreas com umidade apresentarem irritações da pele que não se resolvem, consultar o médico para avaliação e tratamento

- estabelecer um programa de treinamento da bexiga e intestino

- consultar um nutricionista

- investigar fatores que comprometem a ingestão do indivíduo aparentemente bem nutrido e oferecer apoio na alimentação

- planejar e implementar suporte nutricional e/ou um programa de suplementação para indivíduos com a nutrição comprometida

- se a ingestão continuar inadequada, considerar intervenções alternativas

- considerar suplementação nutricional para clientes idosos em condições críticas

 

3 - Redução da carga mecânica, posicionamento e uso de superfícies distribuidoras de pressão

- utilizar uma abordagem interdisciplinar para planejar o cuidado

- fazer o cliente elevar seu peso a cada 15 minutos, se for capaz

- reposicionamento pelo menos a cada hora se não for capaz de elevar seu peso (para descompressão isquiática)

- usar dispositivos para reduzir a pressão das superfícies dos assentos

- não usar dispositivos tipo argola ou produtos que localizem a pressão em outras áreas

- encaminhar para TO/FT para avaliação do assento e adaptação para necessidades especiais.

- considerar o alinhamento postural, distribuição do peso, balanço, estabilidade, apoio para os pés e redução da pressão quando reposicionar indivíduos em cadeiras ou cadeiras de roda.

 

4 - Recomendações educativas

 

5 - A diretriz da RNAO (2005) considera ainda:

 

5.1 - Dor

 

5.2 - Arranjos para transferência ou alta do cliente

 

5.3 - Recomendações e políticas para as instituições

- uma avaliação da prontidão da organização e barreiras para a educação

- envolvimento de todos os membros que irão contribuir para o processo de implementação

- dedicação de indivíduos qualificados para fornecer o suporte necessário para o processo de educação e implementação

- oportunidades para reflexão sobre a experiência organizacional e pessoal da implementação das diretrizes

- as organizações precisam assegurar que os recursos necessários sejam disponíveis para clientes e profissionais da saúde. Esses recursos incluem hidratantes adequados, barreiras protetoras para a pele, acesso a superfícies de suporte e consultores relevantes (TO, FT, Estomaterapeuta, especialista em feridas etc)

- intervenções e seus resultados devem ser monitorados e documentados utilizando estudos de incidência e prevalência, surveys e auditorias focalizadas

 

Referência

REGISTERED NURSES ASSOCIATION OF ONTORIO (RNAO). Risk assessment & prevention of pressure ulcers. Toronto, Canada, Mar. 2005. 80 p. Disponível em: (http://www.rnao.org/Storage/12/638_BPG_Pressure_Ulcers_v2.pdf). Acesso em: 22 jun. 2009.